terça-feira, 25 de junho de 2013

O Abismo que Habita Dentro de Cada Um de Nós


Nas profundezas do abismo mais escuro
Andando nas sombras da história da humanidade
Cruzando o deserto escuro de almas perdidas
Um templo de pedras construídos em tua mente
Apenas escuridão, dor e angústia
Pobres almas, lançadas neste abismo frio e amaldiçoado

Oh escuridão, você é minha eterna loucura
Minha mente é cercada de mistérios e desejos insanos
O amor e o ódio caminham lado a lado
Enraizados como árvores no coração da humanidade
Não posso negar o meu amor e o meu ódio por todos vocês

Sentimentos obscuros habitam dentro de cada um de nós, não neguem
Sem leis, sem ordens, sem justiça e sem igualdade
Em lama e sujeira estamos cercados e afundando mais e mais
Enterrados em nossa própria sujeira, dor e angústia
Cada um de nós, entregues a própria sorte... dor e solidão

A dor e a solidão agora são minhas amigas
E da lama e de toda a sujeira que me cerca
Ressurgirei uma vez mais e mais forte do que antes
Da dor retiro forças para me levantar
E da solidão minha vontade de lutar e vencer

E no dia do meu retorno,
Irei esmagar e lançar um por um no fundo deste abismo,
Todos aqueles que me lançaram neste maldito lugar irão pagar pela eternidade
Malditos sejam aqueles que me destruíram sem piedade e sem defesa...
Tuas almas lançadas neste abismo de maldições

E só depois minh'alma encontrará o seu caminho
De volta ao meu lar e meu eterno descanso...

By Bruna M.

Nenhum comentário:

Postar um comentário