segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Perdida


Perdida na noite gélida
Sem ninguém para me acalmar
Somente o medo e toda a minha raiva,
O desejo de vingança tenta me dominar

Agora eu vou lhe dizer
Tudo o que tenho feito e vivido por você
Por longos anos, guardei dentro de mim
Palavras de dor, ódio e arrependimento

Não adianta mais as lagrimas
Não adianta mais rezar
Estou perdida de mais para ser salva
Perdida de mais para voltar a ser o que eu era

Parece que toda a minha vida passou enquanto eu dormia profundamente
Hoje já não sou mais o que acostumava ser
Ninguém me compreende
E todos me abandonaram no nada

Estou afundando na minha própria dor
Oh! Não há mais ninguém para me salvar
Preciso me encontrar e me libertar de tudo o que me tornei
Somente eu possuo a chave para me libertar de tudo o que me tornei

Porque você diz que sou tão complicada?
Tudo o que sou hoje
Tornei-me pelas pessoas que passaram na minha vida
E me deixou profundas cicatrizes

Porque vocês não tentam me compreender?
Não sou mais nada aqui
Estou chegando ao fundo
A um passo para conseguir me salvar

Será que mesmo na Morte, continuarei perdida aqui?
BY BRUNA

4 comentários:

  1. Adorei o poema!
    Muito lindo!!

    *-*

    ResponderExcluir
  2. Muitoo perfeitoo seu blog!!!
    Você que escreve ou é da internet??
    PQ se for vc parabens escreve bem
    esse poema ficou muito perfeito diz
    tudo o que quero dizer!!
    continue que vou acompanhar seu blog
    ;*

    ResponderExcluir
  3. Sim, sou eu q escrevo todos estes poemas querido, q bom q gostou....Ficarei mto grata a ti, se continuar acompanhando....

    ResponderExcluir